aprenda com

Marina de Souza Costa

75
 anos
RJ, Flamengo

“A minha vida só faz sentido em função do outro.”

Desde criança, passando pelas dores da vida até chegar no nascimento dos netos, o bordado acompanhou todas as fases da vida de dona Marina. Aos 5 anos, olhando a mãe bordadeira que admirava, ela aprendeu a linda atividade. Quando se casou (as duas vezes), fez seu próprio enxoval, com a ajuda da irmã. Aí se aventurou a bordar as próprias blusas, camisas e calças. Uma das piores dores da sua vida – a morte da mãe - não poderia se transformar em outra coisa senão o bordado: ela transformou os retalhos de roupas da mãe em uma toalha de mesa que é usada em todo Natal, como uma forma de senti-la mais perto.

O amor pelas histórias, herdado do pai, foi refletido nas escolhas das profissões: Dona Marina fez faculdade de História - para contá-las - e, depois, Faculdade de Psicologia - para ouvi-las. “A minha história é, ela mesma, uma colcha de retalhos”, diz ela. O plano atual é fazer uma colcha com todos os bordados guardados que fez durante a sua vida e que representa um pouco da sua história.

Seu coração é do tamanho do mundo. Por isso, ela quer ensinar outras pessoas o que sabe, mesmo em meio a vida corrida de atendimentos psicológicos e cuidados com a casa e os netos. E não para de querer aprender: agora, gostaria de contar as suas histórias também em forma de colagens.

Aprenda com 

Marina de Souza Costa

Artesanato
Costura
Crochê
Culinária
Bordado
Jardinagem
Tricô
Ponto Cruz
Pintura
Patchwork
Reciclagem
Bijuterias
Todos os campos são obrigatórios.

Cadastro enviado com sucesso!

Nossa equipe irá analisar o seu perfil e, em breve, ele estará no nosso site.

Voltar para a home
  Ocorreu um erro ao enviar o formulário. Confira os campos e tente novamente.
narrativa + circuito eletrônico + estampa + carimbo + costura +  fabricação digital + design + marcenaria + bordado + conteúdos digitais + memórias + afetos 💜
Conheça o 60+